15 de out de 2012

Windows 8 vai custar a partir de R$ 200 e começa pré-venda nos EUA


É oficial: a Microsoft anunciou, em seu blog, o começo da pré-venda do seu novo sistema operacional, o Windows 8. Tanto o software vendido separadamente como também produtos com o programa instalado já podem ser adquiridos nas lojas Amazon, Best Buy, Staples, Office Depot e Microsoft Store. O comunicado foi emitido pouco depois de o site Newegg dar início às encomendas do novo Windows.
Windows 8 já tem preços confirmados (Foto: Reprodução)
Windows 8 tem preços confirmados
As informações de preço do sistema operacional “vazadas” pela página foram confirmadas pela empresa norte-americana. O Windows 8 vai custar US$ 99,99 (cerca de R$ 200 na cotação de 11/10) em sua versão standard. A edição Professional sairá por US$ 139,99 (aproximadamente R$ 280). Quem desejar realizar uma atualização do seu sistema sem adquirir uma mídia física pode optar por uma opção bem mais em conta, o Windows 8 Pro Pack, cujo valor é de somente US$ 69,99 (R$ 140).
No post da Microsoft em seu blog, também é confirmada a atualização online por meio do Windows 8 Upgrade Assistant. Esta, no entanto, só estará disponível a partir do dia 26 de outubro (quando o Windows 8 será lançado), por US$ 39,99 (cerca de R$ 80). Quem adquiriu um PC com Windows 7 a partir de junho de 2012, ou vai comprar um até janeiro de 2013, tem um belo desconto no update, que custará somente US$ 14,99 (R$ 30).
Alguns notebooks e PCs com o Windows 8 também já estão em pré-venda. A Dell, por exemplo, anunciou que o seu híbrido tablet-laptop XPS 12, o tudo-em-um XPS One 27 e o Inspiron One 23, outro all-in-one, estão disponíveis em seu site. O primeiro custa US$ 1.199 (R$ 2,4 mil), o segundo sai por US$ 1.599 (R$ 3,2 mil) e o último por apenas US$ 999 (R$ 2 mil). No site da loja Staples, já há máquinas de Asus, Sony, Samsung, HP e outras marcas sendo comercializadas.
A Microsoft lança o Windows 8 em um evento no próximo dia 25 de outubro e dá início às vendas do software no dia seguinte. Espera-se ainda que a companhia, finalmente, revele também os detalhes de seu tablet, o Surface, que marca o início da entrada da empresa no ramo de hardware.