6 de jan de 2013

CS, Pokémon, Mortal Kombat: veja os jogos que já foram proibidos no mundo

  A presença de temas sexuais em jogos, ofensas religiosas e muita violência levaram órgãos reguladores a proibir que determinados games de sucesso fossem jogados ao redor do mundo. Reunimos em uma lista jogos famosos, que foram banidos pelos mais diferentes motivos. Muitos ficaram famosos exatamente pela controvérsia envolvida, outros possuem apenas pequenos elementos considerados fortes demais.

Além de GTA, a Rockstar criou um jogo ainda mais controverso: Manhunt (Foto: Divulgação)

Além de GTA, a Rockstar criou um jogo ainda mais controverso: Manhunt 
Mass Effect – banido em Cingapura
Dependendo das suas decisões no primeiro jogo da série, é possível ter um relacionamento homossexual entre duas mulheres: a Comandante Shepard e Liara T'Soni, uma sensual cientista da raça alienígena asari. O problema é que isto inclui uma cena de sexo entre as personagens (que não mostra mais do que uma rápida visão do derrière da asari, de pele azul). O jogo foi proibido mas, após um grande abaixo-assinado, foi liberado meses depois com venda restrita a maiores de 18 anos.

Comandante Shepard e Liara em um momento íntimo de Mass Effect (Foto: Divulgação)

Comandante Shepard e Liara em um momento íntimo de Mass Effect 
Pokémon – banido na Arábia Saudita
Todos os produtos dos monstros de bolso da Nintendo são proibidos no país desde 2001. Os líderes religiosos sauditas afirmam que os games – e, principalmente, os cards colecionáveis – promovem jogos de azar (o que viola a doutrina muçulmana), o materialismo e a curiosidade sobre outras religiões entre as crianças. Para entender, basta ver o sucesso que a marca possui até hoje, também em jovens e adultos.
Mesmo a mais típica das batalhas entre pokémons preocupou os sauditas (Foto: Divulgação)

Mesmo a mais típica das batalhas entre pokémons preocupou os sauditas 
Call of Duty: World at War – banido no Japão
Mais fácil ainda é entender porque World at War foi muito mal recebido no país. Recriando batalhas da 2ª Guerra Mundial, o jogo mostra com muita violência o ataque de tropas americanas a soldados japoneses, que inclui sangue e membros arrancados com explosões. Há, inclusive, troféus e achievements que premiam a crueldade de algumas execuções. Curiosamente, o jogo foi elogiado pela crítica no ocidente por sua visão mais suja e realista da guerra.


Os japoneses não gostariam nem um pouco de matar seus compatriotas digitais (Foto: Divulgação)

Os japoneses não gostariam nem um pouco de matar seus compatriotas digitais 
Left 4 Dead 2 – versão original censurada na Austrália
Para ser lançado no país (que não apresentava classificação etária de jogos para adultos), Left 4 Dead 2 teve que perder todas as suas cenas de decaptações, desmembramentos e imagens de corpos empilhados antes de chegar às prateleiras. Assim, 170 autralianos caracterizados como zumbis se reuniram e marcharam nas ruas de Sidney em protesto contra a decisão de lançar o jogo desta maneira. Não funcionou, mas o incidente iniciou um debate no governo sobre uma revisão nas regras para classificação etária.

Left 4 Dead 2 teve que ficar "light" na Austrália para ser lançado (Foto: Divulgação)

Left 4 Dead 2 teve que ficar "light" na Austrália para ser lançado 
Manhunt / Manhunt 2 – Alemanha, Austrália, Canadá, Inglaterra e Nova Zelândia
Também pela violência, a série Manhunt (da mesma Rockstar Games de GTA) foi proibida em vários países, mas a diferença está na crueldade das cenas mostradas. Se nos jogos acima estávamos em guerra ou enfrentando zumbis, aqui, os games encorajam o jogador a ser cruel com outros personagens gratuitamente, ganhando pontos. São execuções brutais e com animação realista, usando inúmeros objetos domésticos para causar dor.

Era possível matar oponentes de surpresa e de maneiras cruéis em Manhunt (Foto: Divulgação)

Era possível matar oponentes de surpresa e de maneiras cruéis em Manhunt
Counter Strike – banido no Brasil
Em janeiro de 2008, o juíz federal Carlos Alberto Simões de Tomaz proibiu em território nacional as vendas de Counter Strike, e exigiu a retirada de cópias do jogo de todas as lojas. De acordo com o juíz, o jogo traz “estímulo iminente à subversão da ordem social, atentando contra o estado democrático e de direito e contra a segurança pública”. Em junho de 2009, foi emitida uma ordem derrubando a proibição. Entretanto, o varejo ainda não pode vender o jogo. Ele só pode ser jogado se comprado via internet.
Extremamente popular no Brasil, Counter-Strike foi proibido no país (Foto: Divulgação)

Extremamente popular no Brasil, Counter Strike foi proibido no país 
Mortal Kombat (2011) – banido na Austrália, Alemanha e Coreia do Sul
O primeiro jogo da série – que chegou aos consoles em 1993 – foi o precursor do ESRB, órgão regulador de classificação etária dos Estados Unidos para jogos eletrônicos. Com muita violência e desmembramentos, o game que usava atores reais animados preocupou pais e o governo americano, e foi o primeiro jogo a ser vendido somente para maiores de 17 anos. Em 2011, na Austrália, a versão moderna da série para PS3, Xbox 360 e PS Vita (em 2012) foi banida, ainda pela falta de uma classificação para adultos.
Mortal Kombat, cercado de controvérsia há 20 anos. (Foto: Divulgação)

Mortal Kombat, cercado de controvérsia há 20 anos 
Phantasmagoria – banido na AustráliaMais uma vez, o limitado sistema de classificação etário da Austrália evitou que um jogo fosse lançado no país. Desta vez, entretanto, o motivo é nobre: Phantasmagoria possui uma cena de estupro, que não é interativa, nem explícita. O jogo de terror foi montado a partir da gravação de atores reais e, apesar de atuações fracas – que estragavam o clima e a ambientação de alguns momentos – ainda era visualmente muito realista. No resto do mundo, o jogo foi vendido simplesmente com um aviso para maiores de 18 anos.

Praticamente um filme interativo, Phantasmagoria incomodou pelas atuações (Foto: Divulgação)

Praticamente um filme interativo, Phantasmagoria incomodou pelas atuações 
Carmageddon – banido no Brasil, censurado na Alemanha e na Inglaterra
O que dizer de um game de corrida que recompensa o jogador que atropelar o maior número de pessoas? Em Carmageddon, era possível até terminar uma corrida em posição baixa, mas ganhar mesmo assim por ter atropelado várias pessoas. Na Alemanha e na Inglaterra, os pedestres foram substituídos por zumbis que soltavam gosma verde, ou robôs que soltavam óleo (?) ao ser atingidos. No Brasil, o jogo foi simplesmente proibido. Na Austrália, estranhamente, o jogo foi lançado sem cortes.
A violência veicular de Carmageddon foi um marco na época (Foto: Divulgação)

A violência veicular de Carmageddon foi um marco na época 
Postal 2 – banido em 13 países!
Provavelmente o jogo mais ofensivo já criado, Postal 2 é um convite à criminalidade, à imoralidade e à intolerância muito maior que o game anterior. Em primeira pessoa, o jogo apresentava situações que estimulavam um comportamento inadequado, incluindo urinar em público, uso de drogas, mutilação de pessoas inocentes, sem falar em inúmeras piadas (de mau gosto) sobre religiões e minorias. Mesmo assim, o jogo é cultuado por muitos e foi até adaptado para o cinema.

Talvez o problema maior de Postal 2 fosse dar liberdade demais ao jogador... (Foto: Divulgação)

Talvez o problema maior de Postal 2 fosse dar liberdade demais ao jogador...